Feira livre no Chile: o melhor lugar para conhecer as frutas e verduras.
Like Chile

As melhores dicas de viagens para o Chile

Feira livre no Chile

dezembro 23, 2017

(Atualizado 2018)

1.1 Feira

Uma das minhas grandes alegrias no Brasil era ir à feira no domingo. Aquele pastelzinho (que nunca era só um, rs) com caldo de cana não sai da minha cabeça.

No Chile as feiras também acontecem nas ruas, cada uma com seu dia pré-definido. Por aqui nada de pastel e caldo de cana, mas vamos te mostrar o que você pode encontrar nas mais de 900  feiras espalhadas pelo Chile (destas mais de 400 estão em Santiago).

Brinquedos, roupas e utensílios domésticos

1Feira

Verduras: atente-se aos tamanhos delas. Abobrinha italiana e cebolas são enormes.

2Feira

Aqui você encontra muita coisa da culinária peruana. Vejam o milho preto.

3Feira

Pimentas verdes, eu adoro!!!

4Feira

Frutas: de tudo um pouco, mas são de encantar os morangos, grandes e vermelhos, de sabor doce.

5Feira

As tunas são minhas favoritas e eu nunca vi esta fruta em São Paulo.

9Feira

Pra quem gosta de peixe, aqui você encontra de tudo um pouco.

10Feira

Que tal um gelinho (em São Paulo acho que chamam assim, rs). A criançada adora.

6Feira

Pra refrescar um suco natural, frutilla e piña (morango e abacaxi)

7Feira

Aqui não tem pastel (que pena!), mas finalizamos nosso dia de feira com uma deliciosa batata recheada.

8Feira

Quer saber onde tem uma feira perto de onde você estará? Acesse o link.

Para te ajudar na busca, Santiago está na região metropolitana.

17-w540-h540

Agora, se você quer conhecer um feira orgânica, não perca o Mercado Orgânico, que claro tem produtos orgânicos,  e também produtos de beleza e para a casa.

Recomendo muito!!!

Comentarios

2 respostas para “Feira livre no Chile”

  1. Marcia disse:

    Ótima dica: feiras. Essa fruta tuna parece none encontrado no Nordeste

    • David Gormaz disse:

      Olá Marcia, obrigado pelo comentário.

      Não conheço o none, mas a tuna é a fruta que dá no cacto. Será que é a mesma?

      Abs.,
      David.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *